Nem uma palavra

Editorial
Guaíra, 26 de julho de 2017 - 14h40

Neste domingo terminou mais um ECAL em nossa cidade. Foi rotulado de 21º ECAL, embora não seja realmente o número exato desta edição. Mas, como reiteramos em outras ocasiões, isto não faz diferença, já que o foco não era outro se não a difusão da Cultura e a visibilidade ao artista guairense.

O que causou estranheza foi o fato do nome de Ney Tosta nem ser cogitado, nem para uma pequena homenagem durante o ECAL; um cidadão tão importante para a Cultura guairense.

Graduado em moda, promoter, bailarino, coreógrafo, decorador e professor de balé, o guairense Claudinei Ferreira Tosta, conhecido por Ney Tosta, de infância humilde no bairro Vila Aparecida, de onde nunca saiu, conquistou a admiração e reconhecimento de todos, pela sua alegria, simplicidade e profissionalismo.

Teve uma participação intensa na cultura do município. O bailarino sempre se dedicou à área artística, realizando concursos de beleza para todas as idades, aulas de jazz, de ballet, apresentações teatrais, além dos principais eventos da cidade, como Natal na Praça, ECAL, Carnaval, Paixão de Cristo (interpretando o marcante papel de Pôncio Pilatos), onde realizava um trabalho de decoração incrível.

Ney foi responsável pelo resgate do Miss Guaíra e foi também responsável pelo Garota Rodeio.

Começou e terminou sua trajetória com a humildade dos grandes realizadores. Lutou para conquistar um espaço dentro da sociedade – sempre pela dança e música – foi reconhecido por muitos, mas sofreu preconceitos, batalhou por aquilo que acreditava sempre pautado pelo respeito e nunca precisou passar por cima de outros seres humanos para chegar onde chegou. Ele sabia da capacidade que tinha para a organização e para os espetáculos.

Nossos carnavais jamais serão os mesmos! Nem a dramatização da Paixão de Cristo. Muito menos os “Natais na Praça”, nem o ECAL, sem a presença da equipe organizada pelo Ney. Nenhuma coreografia será tão bem preparada quanto as que Ney fazia com todo carinho.

O palco da Casa de Cultura registrou e irá guardar para todo o sempre a figura esguia, elegante e majestosa do Ney Tosta. Nossos enfeites de Natal nas ruas e praças hão de guardar a sua dedicação tanto aqui em nossa cidade como nas cidades da região que também reverenciaram o seu talento.

Tinha uma predileção pelas aulas dadas nas periferias, nas quadras de esporte, nos Centros Comunitários, sem nenhuma estrutura para os cursos, mas o fazia como se tivesse no maior palco iluminado do mundo! Campeava alunos com potencial para dança e investia neles!

A arte da dança, dos espetáculos coloridos e bem feitos, a dramaturgia, perdeu seu incansável mestre! O céu está com o nosso batalhador, guerreiro, incompreendido por algumas autoridades de nossa cidade, com sua elegância nata, em um sobretudo longo, preto, cabelos impecáveis e o sorriso cativante no rosto.

Nunca vai ser tarde para dizer: Obrigado, Ney Tosta! Você sempre será um vencedor!


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

LEIA TAMBÉM
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente