No forno

Editorial
Guaíra, 22 de agosto de 2017 - 09h55

Se existe um bem material que o ser humano persegue com todas as suas forças é a tal da “Casa Própria!”

Não dá criticar quem tem este objetivo na vida. Desde os tempos mais remotos, o homem procura um lugar para proteger sua família e a si mesmo.

Guaíra sempre contou um déficit habitacional muito grande e todos os prefeitos – sem exceção – perseguiram em sua plataforma política a possibilidade de minimizar este problema.

Agora, fomos agraciados com a notícia de que aquelas 232 casas tão propaladas já estão no forno. É questão de mais algum tempinho e elas poderão começar a ser construídas. O prefeito ainda tem alguns trâmites para serem cumpridos até que se chegue aos alicerces das casinhas. Há mesmo muita burocracia a ser cumprida, mas grande parte desta etapa já foi concluída pela administração passada, restando ainda alguns “conformes” para Zé Eduardo resolver e definitivamente vermos o canteiro de obras fervilhar de pessoas trabalhando.

Esta esperança mexe com a cabeça do nosso munícipe.

Essa administração tem conhecimento de que serão “apenas” 232 famílias agraciadas nesta etapa. Os demais munícipes terão que esperar mais um pouquinho até receber as chaves dos seus sonhos. No entanto, para quem se desencantou segurando apenas uma de papelão, esperar por uma casa concreta, viável e real, não vai ser difícil. Há planos, ainda neste governo, de serem implantadas mais moradias, direcionadas principalmente para os munícipes de baixa renda.

O grande problema que surge na edificação das casas populares é fazer a infraestrutura tão necessária, por exemplo, como as tubulações de água e esgoto.

Assim, nossa população já pode jogar fora as chaves de papelão e começar a sonhar com chaves que abrem portas reais.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

LEIA TAMBÉM
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente