Nossa Senhora!

Editorial
Guaíra, 12 de outubro de 2016 - 07h47

Se perguntarmos a alguma criança o motivo de 12 de Outubro ser feriado, certamente ela responderá porque é “Dia das Crianças!” Não deixa de ser uma verdade, mas junto com o “Dia das Crianças” há, nesta data, um feriado religioso de suma importância: Dia de Nossa Senhora Conceição Aparecida, padroeira do Brasil.

Para o comércio, é época de vender brinquedos e afins. Para os mais crentes é dia de reverenciar Nossa Senhora Aparecida.

Acontece que a virgem Santa, mãe de Jesus Cristo, apareceu em diversas localidades ao redor do mundo em momentos importantes da história. Graças à misericórdia de Deus, Maria apareceu no Brasil na forma de uma imagem negra, na época em que a escravidão no país estava em alta.

Maria foi proclamada Nossa Senhora da Conceição Aparecida, Rainha do Brasil, em 16 de julho de 1930 pelo papa Pio XI. O Brasil rende-se ao amor incondicional da “Mãe negra” no dia 12 de outubro, data que marcou, em 1980, a proclamação de feriado e consagração do Santuário Nacional de Aparecida pelo Papa João Paulo II.

Assim como as outras “Marias”, que apareceram pelo mundo, a nossa Maria tem umahistória linda: a imagem ocorreu em 1717, época das Capitanias Hereditárias. O governante das capitanias de São Paulo e Minas de Ouro estava de passagem pelo Vale do Paraíba, mais precisamente por Guaratinguetá. Animados com a visita, o povo daquela localidade resolveu fazer uma festa de boas-vindas e para isso chamaram três pescadores, Domingos Garcia, João Alves e Filipe Pedroso para lançar as redes no rio e pescarem bons peixes.

O fato era que, naquela época, meados de Outubro, não era tempo de peixes. Porém, como não podiam contradizer o pedido, rezaram pela proteção e benção da Virgem Maria e de Deus para que pudessem voltar à terra firme com fartura. Depois de inúmeras tentativas sem sucesso, eis que surpreendentemente eles pescaram o corpo de uma imagem. Curiosos, lançaram novamente as redes e “pescaram” uma cabeça que se encaixou perfeitamente ao corpo. Depois deste encontro – que nos dias de hoje é representado em todo o Brasil no dia 12 de outubro emocionando os fiéis – o barco se encheu tanto de peixes que ele quase virou!

A partir daí, a devoção da Santa foi se espalhando. Primeiro nas casas, depois se construiu uma capela, depois uma basílica, até chegar ao quarto maior santuário do mundo, o Santuário Nacional de Aparecida, localizado na cidade de Aparecida, interior do Estado de São Paulo.

Encher a canoa de peixes foi apenas o primeiro milagre da nossa Santinha. Outros tantos foram sucedendo-se e cada brasileiro tem uma história para contar envolvendo as mãos milagrosas de Nossa Senhora Aparecida.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

LEIA TAMBÉM
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente