Quanto pior, melhor!

Editorial
Guaíra, 24 de junho de 2017 - 07h49

Temer resolveu visitar a Noruega, um dos países que mais combatem a corrupção do mundo. Óbvio, levou um pito da primeira-ministra norueguesa, que ficou muito tempo falando da importância da Lava Jato e da limpeza que ela está fazendo na corrupção brasileira. Na verdade esta viagem já estava marcada há tempos, mas veio a calhar em um dos piores momentos do governo federal.

Se a eleição fosse hoje, Michel Temer perderia para a “margem de erro” que é dois para mais ou para menos.

Assim, depois daqueles 10 a 9, Renan Calheiros e opositores de Temer se reúnem para planejar nova derrota de presidente no Senado. Enquanto o governo Temer busca dar ares de normalidade, a oposição teve uma injeção de ânimo e já começa a contar votos para uma batalha ainda mais desafiadora no plenário da casa.

Renan Calheiros é o “fogo amigo” de Michel Temer e ninguém tem dúvidas disso. Tem no seu currículo cerca de nove processos e continua apontando seu dedo sujo em desfavor do Brasil. Queria ser o presidente do nosso país puxando tapetes, fazendo conchavos… Existe “coisa” pior do que estar rodeado de inimigos que se passam por amigos? E nem pensem que “estas coisas” acontecem longe do Paço Municipal.

Por aqui, temos nos espantado com a desilusão do guairense.  Aquela conversa de que “agora a eleição acabou, somos todos Guaíra” não está muito bem representada. O que temos – pelo menos ouvido falar – é de uma guerra de egos. Pessoas que se acham os donos do poder, que não estão pensando no BEM COMUM, querendo, a qualquer custo, firmar seu nome na história de nossa cidade, pensando lá na frente, nas eleições de 2020.

Lamentável!


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

LEIA TAMBÉM
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente