Ser ou não ser proativo

Editorial
Guaíra, 28 de outubro de 2017 - 11h28

Proativo é um adjetivo da língua portuguesa que define alguém que age antecipadamenteevitando ou resolvendo situações e problemas futuros.

Um comportamento reativo, ao contrário do proativo, não possui uma qualidade positiva, pois indica alguém que não se preocupa antecipadamente com os problemas ou que deixa as situações sem resolução.

Sobre este assunto, quem não conhece a lição do abacaxi?

“Um funcionário com muitos anos de empresa estava irritado porque um jovem contratado havia pouco tempo foi indicado pelo patrão para uma vaga à qual o antigo empregado pleiteava. Esse funcionário se apresenta ao chefe, mas o patrão não permite que ele comece a expor o motivo de sua entrevista. Ao invés disso, o patrão faz um pedido:

– Há um vendedor de abacaxis parado aí do outro lado da rua. Veja quanto está o abacaxi.

A contra gosto e até um tanto indignado pelo estranho pedido, o funcionário foi e voltou quase uma hora depois, pois havia aproveitado para fumar, tomar café na padaria da esquina e conversar com conhecidos que passavam. Retornando este, o patrão perguntou:

– Qual é o preço unitário do abacaxi pérola?

– Não sei se era o pérola, mas o que ele tem lá custa R$3,00.

– Ele fornece para a empresa?

– Não sei.

O chefe pediu que o funcionário mais velho aguardasse e mandou chamar o mais novo. Apresentando-se este, o chefe pediu para que realizasse a mesma tarefa: saber o preço do abacaxi. Ele foi e voltou em menos de dez minutos. O patrão fez a mesma pergunta:

– Qual é o preço unitário do abacaxi pérola?

– São R$3,00.

– Ele fornece para a empresa?

– Sim. Dei meu cartão e fiquei com o contato dele.

– Ele oferece algum desconto?

– Para compras acima de 100 unidades ele oferece 20% de desconto para o pérola e 25% para o cayenne.

– Em quanto tempo ele entrega?

– Até as 08h do dia posterior ao pedido.

– Há mais alguma coisa que eu precise saber?

– Ele também fornece outras frutas e dá descontos conforme a fruta, a quantidade pedida e a disponibilidade.

Após essa última resposta, o chefe se dirige ao funcionário mais antigo e pergunta qual era o assunto do qual este queria tratar. O funcionário responde que não era importante e se retira, humilhado, mas tendo aprendido uma valiosa lição.”

Não é um gestor assim, proativo, que todos anseiam para sua Empresa, para o seu País, para seu Estado e para o seu Município?


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

LEIA TAMBÉM
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente