Horário de Verão termina e pode ser o último no país

De acordo com a CPFL, os resultados mostram que a adoção do horário de verão é capaz de melhorar o aproveitamento da luz natural e de reduzir o consumo de energia

Geral
Guaíra, 18 de fevereiro de 2019 - 14h44

O horário de verão terminou às 0h de hoje. Moradores de Guaíra precisam atrasar o relógio em uma hora.

Para este ano, o governo federal vai voltar a discutir se mantém ou não a determinação. A decisão será da Casa Civil da Presidência da República.

Com o uso mais disseminado do ar condicionado, o horário de pico de consumo de energia migrou do final do dia para o meio da tarde, anulando as vantagens do ‘horário de verão’.

Entretanto, segundo a CPFL Paulista, foi registrado o maior volume de energia economizado durante o horário de verão 2018/19, de 48.561 MWh. Para efeito de comparação, esse montante seria suficiente para abastecer por quatro dias a cidade de Campinas, por 12 dias São José do Rio Preto, por oito dias Ribeirão Preto, por 28 dias Marília, ou por 17 dias Bauru.

De acordo com o diretor de Distribuição da CPFL Energia, Thiago Freire Guth, os resultados mostram que a adoção do horário de verão é capaz de melhorar o aproveitamento da luz natural e de reduzir o consumo de energia elétrica, especialmente a demanda no horário de pico, das 18 às 21 horas. Para ele, o deslocamento do horário oficial em uma hora, principal objetivo do horário especial, contribui para mitigar os riscos de sobrecarga no sistema elétrico, no momento em que é mais demandado.

“Normalmente, as pessoas começam a chegar em suas casas a partir das seis da tarde, sendo que uma das primeiras ações é acender a luz. Na mesma hora, entram em operação a iluminação pública e os luminosos comerciais, além de as indústrias seguirem operando. No período do horário de verão, com o adiamento dos relógios em uma hora, as cargas das residências e de iluminação pública passam a operar após às 19 horas, quando o consumo industrial já está reduzindo”, explica Guth.




Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Geral
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos