Vereadores denunciam abandono e depredação de espaço público

Moacir João Gregório e Maria Adriana de Oliveira Gomes retornaram ao prédio onde foi instalada a Delegacia da Mulher

Cidade
Guaíra, 23 de maio de 2019 - 08h30

Na tarde da última terça-feira, 21, os vereadores Moacir João Gregório e Maria Adriana de Oliveira Gomes voltaram ao prédio pertencente à prefeitura localizado na rua 42 esquina da avenida 29, no bairro Miguel Fabiano, para denunciar mais uma vez a situação de abandono no local.

O imóvel, que já abrigou uma pré-escola e a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), encontra-se totalmente depredado e sofrendo com a ação do tempo, o que prejudica o seu uso por qualquer departamento público. Para colocá-lo em condições de uso, será necessária uma ampla reforma e maior gasto de recursos provenientes dos cofres da prefeitura.

Maria Adriana destacou que o problema deste abandono não é desta gestão e que se arrasta há vários anos sem uma solução. ”Já estivemos aqui por várias vezes e denunciamos essa situação. Hoje, após dois anos e cinco meses deste governo, verificamos que nada foi feito, não existe previsão e interesse do atual prefeito em recuperar este espaço. Quanto mais tempo, mais recursos serão necessários para recuperá-lo”, disse a parlamentar.

Os vereadores ainda verificaram o mato alto no local, gerando diversos transtornos aos moradores da região, como o surgimento de animais peçonhentos e focos do mosquito transmissor da dengue.

Moacir Gregório cobrou providências. ”Não posso admitir que o dinheiro público seja jogado no ralo. O atual governo insiste em olhar para o passado com objetivo de fugir de suas responsabilidades. Já foram dois anos e cinco meses deste governo e o que temos é uma falta de gestão, de compromisso com o povo, o que não podemos aceitar”, frisou Gregório.

Na visão dos edis, a prefeitura, que paga aluguel de prédios particulares, poderia fazer uma reforma neste espaço e abrigar um departamento ou até um projeto social que atenda às necessidades daquela comunidade. ”Além do aluguel, a prefeitura também custeia a reforma dos imóveis quando faz a entrega para o locatário, ou seja, paga duas vezes ao particular, enquanto isto, existe um imóvel pertencente ao seu patrimônio, sendo depredado”, finalizaram.

  • Os vereadores Maria Adriana e Moacir João Gregório durante visita ao prédio público localizado no bairro Miguel Fabiano.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Cidade
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos