A “suja” substitui o “mal lavado”

Editorial
Guaíra, 12 de março de 2016 - 09h10

Quando se trata de um político – já eleito – atuando nos corredores de Brasília, a sua ficha corrida dificilmente será limpa e livre de alguns processos.

Assim, quando Delcídio do Amaral foi preso no dia 25 de novembro, acusado de tentar atrapalhar as investigações da Operação Lava-Jato da Polícia Federal, que investiga corrupção na Petrobras, já se sabia que o seu cargo deveria ficar à disposição. No dia 19 de fevereiro, o STF autorizou a conversão da sua prisão preventiva em recolhimento domiciliar noturno e nos dias de folga.

Mas, atualmente, o senador está de licença médica do Senado. Diante disso, Delcídio renunciou à presidência da CAE. O senador licenciado explica que abre mão do cargo porque precisa “se concentrar na apresentação de sua defesa junto ao Conselho de Ética da Casa, no pleno restabelecimento de sua saúde e no retorno à base eleitoral que representa, em Mato Grosso do Sul”. Para o seu lugar foi sugerido o nome de Gleisi Helena Hoffmann – do PT do Paraná – porém as investigações da Polícia Federal sobre o esquema de distribuição de propinas a políticos pela OAS alcançaram a senadora.

A petista, que um dia sonhou em substituir Dilma Rousseff, já está sendo investigada pelo recebimento de propina no âmbito da Operação Lava-Jato e por suspeita de ter se beneficiado financeiramente de ilícitos cometidos no Ministério do Planejamento no tempo em que seu marido, o ex-ministro Paulo Bernardo, comandava a pasta.

A PF afirma que uma sequência de mensagens indica que Gleisi teria atendido interesses da OAS em relação à concessão de aeroportos. As mensagens são de 25 de setembro de 2013, época em que a petista era chefe da Casa Civil. Gleisi já é investigada pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro em inquérito aberto no STF na esfera da Lava-Jato e também é investigada por desvio de recursos do Ministério do Planejamento.

Assim, não tem apelação, sai um político ficha suja entra outro, no caso outra, no seu lugar.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

LEIA TAMBÉM
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente