As Bases do Verdadeiro Estado Islâmico

Opinião
Guaíra, 25 de junho de 2017 - 07h44

Uma das frases mais ouvidas no noticiário atual é Estado Islâmico, porém os atos praticados por tais individuos estão distantes dos seus ensinamentos e princípios, fazendo com que muitos formem convicções falsas, dando origem assim à xenofobia e islamofobia.
Quando o Profeta Muhmad SWS chegou a Medina e estabeleceria ali um Estado Islâmico, o mesmo fez a seguinte súplica: “Ó Senhor meu, fazei com que eu entre com honradez e saia com honradez; concede-me, de Tua parte, uma autoridade para socorrer (-me).” (Alcorão 17:80).

Assim ao encontrar os residentes de Medina, disse: “Ó humanos, difundi a saudação de paz entre vós! Dai de comer aos outros, mantenham os laços familiares e rezai enquanto dormem as pessoas! Desse modo, entrareis em paz no Paraíso.”

Esta é a primeira coisa que o Profeta  pronunciou quando entrou na cidade para que todas as pessoas ficassem sabendo que a religião do Islam é uma religião da paz, do amor e da generosidade.

Assim se iniciava as bases do Estado Islâmico, primeiro ao construir uma mesquita, onde ele próprio trabalhou  com seus companheiros, carregando pedras nos ombros, demonstrando assim que o líder deve ser o primeiro a trabalhar pelos outros e não ficar apenas dando ordens e tendo regalias.

Segundo ponto foi estabelecer a fraternidade entre os residentes  de Medina e os imigrantes de Meca, eliminando assim a discriminação, as diferenças de descendências, de pátria e de cor.

Terceiro ponto foi um tratado entre os muçulmanos e os judeus que ali residiam, para ficarem seguros sobre o novo Estado, que cada povo teria a sua religião e ambos defenderiam a cidade de Medina contra quaisquer criminosos ou invasores.

Qualquer pessoa sensata e que procura o conhecimento de fontes islâmicas, irá verificar total contradição entre as bases de um verdadeiro Estado Islâmico e do atual que a mídia divulga.

O Profeta Muhmad SWS ensinou a misericórdia e os terroristas não possuem tal conduta. O islam proibe matar os prisioneiros, civis, crianças, inocentes e eles matam. A religião ensina que a lei deve ser estabelecida e eles não cumprem a mesma. O islam acabou  com a escravidão e eles escravizam as pessoas. No islam, a prática do estupro não é permitida e eles praticam. O islam proibiu queimar qualquer ser vivo e eles matam muitos queimados. O islam deu liberdade para as pessoas praticarem seus credos, protegendo seus templos e eles não respeitam, entre outros princípios que não são seguidos.

Hoje, o islam é a religião que mais cresce, tendo mais de 25% da população mundial praticando seus princípios, onde se houvesse qualquer ato de intolerância e violência com o próximo, tais dados não existiriam, não havendo qualquer relação com grupos extermistas que deturpam os verdadeiros ensinamentos.

Dessa forma, o Estado islâmico foi criado com base no bom relacionamento com Deus, na fraternidade, no amor, na cooperação e na paz entre todos, sendo estes os princípios a serem seguidos e não o que tais pessoas praticam para sujar o nome de uma religião com quase dois bilhões de seguidores ao redor do mundo.


TAGS:

Girrad Mahmoud Sammour

Girrad Mahmoud Sammour, Advogado, Pós Graduado em Processo Civil, Professor Divulgador Do Instituto Latino Americano De Estudos Islamicos-Ilaei, Diretor Da Mesquita De Barretos-Sp. Dúvidas e palestras  [email protected]

Ver mais publicações >

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS PUBLICAÇÕES
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente