Maria Cecília e Raquel | Irmãs de sucesso

Maria Cecília Ávila Rocha Santana, casada com Guilherme Santana, mãe de Gabriele e Helena, Assistente Social e Pedagoga, Raquel Ávila Rocha Gasparino Souza, casada com Aloísio, mãe de João Pedro, Heitor e Maria Fernanda empresária e proprietária do Fest+. As irmãs, que nasceram em Goiânia (GO), adotaram Guaíra como sua e nos brindaram com a empresa ”Maison de Poupée” que significa ”Casa de Boneca”. Maria Cecília e Raquel são mulheres deste tempo porque conseguem conciliar trabalho, filhos, casa, marido, empresa, tudo ao mesmo tempo, pois dizem ”Somos mulheres”. São agradecidas a Deus, aos  familiares e à sociedade de Guaíra, que tão bem as acolheram

Entrevistas
Guaíra, 9 de setembro de 2019 - 11h56


Como surgiu a ideia de uma empresa voltada exclusivamente para vestir uma faixa etária praticamente esquecida?

Maria Cecília – Sempre estive inserida no universo infantil, até porque já fui professora e criança cativa de todas as maneiras. E por conta da dificuldade de encontrar roupas adequadas à idade dos nossos filhos, aliada à ideia de empreender, surgiu a possibilidade de inovar na moda infanto-juvenil.

Raquel – Sentíamos falta de roupas adequadas à idade de nossos filhos. Tínhamos que buscar fora. Interessante que até mesmo as fábricas tinham dificuldades em oferecer roupas para os adolescentes, então foi uma busca incessante. Até mesmo as fábricas estão se reestruturando, porque elas fazem uma roupa número oito, mas hoje quem veste o manequim oito, tem quatro anos. Então, estão se modificando…

Maria Cecília – Inicialmente, nós pensamos em fazer somente o infantil e o teen. Mas, logo nos primeiros dias da nossa inauguração, tivemos grande procura da moda bebê. Então, integramos o bebê na nossa grade.

Raquel -Então, hoje temos desde o RN, até a moda teen, com numerações que vão até o número vinte e dois, que seria um ”P” de adulto.

Maria Cecília – Assim, vamos também  conhecendo as confecções, as modelagens de uma é um pouco maior, a de outra nem tanto, estamos sempre buscando uma adequação.

Raquel – No entanto, o que não abrimos mão é da qualidade. Junto com esta qualidade buscamos também o preço porque sabemos que o país passa por mudanças e não está fácil para ninguém.

Maria Cecília – Trabalhamos com uma gama variada de marcas, tanto na moda bebê como na infantil, na moda intermediária, tanto na que atende os pré-adolescentes e os adolescentes, que é uma modinha mais transadinha, com esta pegada mais urbana, que atende adequadamente esta faixa etária.

Raquel – O que também priorizamos foi a exclusividade. Isso é importante para o adolescente, que já é tímido por natureza. Ele escolhe e veste uma roupa de acordo com o seu perfil.

Maria Cecília – É bom que se diga que procuramos dar valor ao nosso comércio local. Quando resolvemos empreender, também pensamos nisto.

 

Como pensaram na infraestrutura?

Raquel – A bem da verdade, foi tudo pensado…

Maria Cecilia – Isso mesmo, o lugar escolhido, por exemplo: É uma casa. Não queríamos um ambiente muito comercial, como uma loja, por exemplo, então, a criança entra, ela se sente acolhida.

Raquel – Até mesmo alguns representantes que vêm no visitar, acham mesmo nossa loja diferente.

Maria Cecília – E esta era mesmo a nossa proposta: uma loja que fugisse do tradicional, mas com muito conforto, poderíamos ter mudado o interior da casa, ter feito uma fachada com estruturas metálicas, mais comercial, mas não, não era essa a proposta.

Raquel – Mantivemos o aspecto de casa, o nome Maison de Poupée é casinha de boneca, mas não colocamos assim, porque pensamos que poderíamos limitar o nosso público masculino.

Maria Cecília – Pensamos nas cores, na nossa logo, tudo foi trabalhado, foram meses de pesquisas, trocando ideias, desenhando, rabiscando, substituindo, nada feito às pressas, tudo muito bem elaborado.

Raquel – A Maison ainda é nova, então, estamos nos reorganizando para atender nosso público da melhor maneira possível.

Maria Cecília – Nesta parte, contamos com o auxílio da minha filha Gabrielle, então, no período em que não estamos, ela abre a loja, faz as postagens, nos ajuda muito nas redes sociais, participou do projeto, no design do interior, nos ajuda muito.

Raquel – Queria aproveitar para dizer que estamos sempre buscando, não podemos parar e cair na mesmice, porque fomos muito bem acolhidas pela sociedade, apesar de ser uma praticamente nova, fomos bem acolhidas.

Maria Cecília – É bom que se diga que somos otimistas por natureza. Sabemos das dificuldades pelas quais o país passa, mas não somos de desistir. Muitas pessoas não conhecem nossa loja, outras ficam receosas de entrar pensando ser uma boutique com preços nas alturas, mas isso logo se dissipa 100% assim que entram loja.

  • Endereço – Av. 19 Nº 337
  • Instagran @maisondepopeemoda
  • Facebbok – Maison de Poupée
  • Telefones – Fixo 3331 6614 | Celular e WhatsApp – 9974 6614


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Entrevistas
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos